quinta-feira, 20 de maio de 2010

Se manca e arranca essa tranca,
Retranca que banca se diz mulher.

Escolhe da lança e machuca
Escuta e desfruta da falta que só, me faz.

criança, da luta, disputo, e de luto, se não vier.
Abusa confusa de, só, dançar “forró dominó” que cai.

De sonho, sorriso severo de interior
Um doce de posse

Vc cantou meu passado me tendo nos olhos.

Um comentário:

Xandy Britto disse...

Vai se fuder, moleque:

Vc cantou meu passado me tendo nos olhos.

Ahhhhhhhhhhhhhh, vá se foder! Amei, cara. Linda a poesia.